« Home | Trabalhos de fim de semestre » | O RELATÓRIO » | CORPORATISMO E POLIQUICES » | ALGUÉM ME EXPLICA UM POUCO DE POLÍTICA, POR FAVOR » | Um juiz no país das maravilhas » | Direitos das crianças » | G. W. Bush » | Tudo na mesma » | Antes e depois » | Esclarecimentos »

Luta contra a corrupção: ainda... a falta de meios


Mais um editorial de Eduardo Dâmaso, no Diário de Notícias, alertando para a clamorosa falta de meios do Ministério Público e a responsabilidade do Governo na falta de investigação dos crimes de corrupção mais complexos.


O texto completo pode ser lido aqui.


Fonte da notícia / imagem: D.N. /www.expats.cz



Comentário:
O combate à corrupção (e ao tráfico de influência) não se faz, somente, com meras declarações de intenções. Necessita trabalho especializado, com meios humanos, materiais e processuais adequados.

Normalmente é enfatizada, com razão, a importância da insuficiência de tais meios

Porém, existe um outro factor que limita, de forma sensível, a eficácia do sistema judicial em relação a esse tipo de criminalidade:

No direito substantivo penal, enquanto não for expressamente previsto um benefício penal atraente para os autores de corrupção activa que colaborem de forma relevante para a responsabilização penal dos autores do crime de corrupção passiva (i.e. os corrompidos), continuaremos a assistir a resultados desanimadores na luta contra esse fenómeno anti-social.


In Blog de Informação

ligado

Criar uma hiperligação