« Home | O Gabinete de Política Legislativa e Planeamento é... » | Beneficiários da Acção Social » | Opinião - Sol, 28.10.06 » | Direito a cuidados de saúde no estrangeiro: Cartão... » | Perito versus testemunha » | DEBATE SOBRE A REFORMA PENAL » | Os outros » | Organização Judiciária » | DEBATE SOBRE A REFORMA PENAL » | O PRIMEIRO MOICANO »

A família e o casamento

Pela primeira vez na história dos Estados Unidos da América, menos de metade das famílias são encabeçadas por casais formalmente casados. No dia 29 de Setembro de 2006, o CDC revelou que perto de 36% de todos os nascimentos resultaram de relações entre progenitores não casados entre si, o que constitui a mais alta porcentagem já registada.
No "Direito da família", como na restante sociedade norte-americana, assiste-se a um cada vez mais intenso debate sobre a resposta a dar a este tipo de notícias. Devem a lei e a sociedade procurar activamente novas maneiras de apoiar o casamento? Ou devemos esforçar-nos para que o "Direito da família" seja neutral, reconhecendo às famílias monoparentais e às uniões de facto idênticos direitos e regalias?
Assim principia um artigo muito interessante da autoria de Leah Ward Sears, chief justice do Supreme Court da Georgia, sobre um problema que nos é familiar e que afecta a nossa identidade comunitária. A ler no washingtonpost.com.

ligado

Criar uma hiperligação