« Home | DIVULGAÇÃO » | Comunicado da Direcção Nacional da ASJP de 8 de Se... » | "JORNAIS" » | Sexo, ódio, violência e discriminação » | - http://dre.pt/. *Decreto-Lei n.º 116-C/2006, de... » | Paródias e Pactos » | O Pacto » | A PALAVRA ÀS VÍTIMAS » | 9/11 » | Acabar com privilégios... »

Como aumentar a facturação dos cafés dos arredores dos Tribunais – ou o processo sumário no ARCPP

Segunda-feira, Junho de 2008, Tribunal de Pequena Instância Criminal
A secção do Ministério Público já ferve: são 10 horas da manhã e ainda só vão a ouvir o segundo arguido.
Já sei: a mim, vão-me ser presentes, parte deles, ao meio dia, e o que restar, à três da tarde.
No café da frente, o sr. P. não tem mãos a medir: arguidos, famílias, polícias, uma chusma de gente que tenta empatar o tempo de espera com cafés.
Bem, enquanto posso, vamos a umas sentenças de recursos da Direcção-Geral de Viação: mesmo que seja interrompida lá para o fim da manhã, sempre dará para terminar uma ou duas. Tenho aí alguns à bica da prescrição. Se não for agora, é nunca, pois disse-me a L. que na próxima quinta-feira vou levar com uma distribuição de 38 abreviados, os tais que agora são urgentes.
Já me chegou a primeira carrada de sumários: 10, e só um com certificado de registo criminal (e é um álcool, pelo que fazer isto sem o Registo Individual de Condutor pode dar "buraco"...). Bem, a ver se se arranja espaço na agenda para marcar as continuações da audiência: e assim se vai a tarde que tinha reservado para estudar aquele recurso de três volumes do Ambiente! Chamam-lhe sumário, chamam, mas "fiz" julgamentos de roubo em colectivo que se resolviam em menos tempo.
Continua aqui.

"...aquele recurso de três volumes do Ambiente!"

Será que alguns senhores inspectores Judiciais que olham para essas "coisas", sabem o que isso é?!
Terão feito alguma?
Saberão como se tramita e a "trabalheira" que dá??

POIS...............

Enviar um comentário

ligado

Criar uma hiperligação