« Home | O inimigo » | HOMENAGEM A UM JUIZ » | Presidente do Supremo Tribunal de Justiça » | PROTESTO! » | Colocá-los nos seus lugares » | A mesma imagem tantas vezes repetida... » | "direito a existir" vs direito a ser criança » | Investigação criminal: milhares de testes ADN num ... » | A arte de bem transmitir aos jornalistas toda a me... » | Inquérito sobre a utilização da informática pelos ... »

Bush viola a separação de poderes


Bush viola a separação de poderes:
a crise no Estado de Direito norte-americano



Esta acusação não foi produzida por um qualquer agente político em campanha anti-Bush, mas por uma comissão nomeada pela insuspeita ABA (Ordem dos Advogados norte-americana) - Task Force on Presidential Signing Statements and the Separation of Powers Doctrine -, cujo relatório vai ser sujeito a aprovação pela House of Delegates no fim da primeira semana de Agosto.


Tudo começou com um artigo da comunicação social, publicado em 30 de Abril de 2006, no qual era referido que o Presidente dos E.U.A. estaria a invocar os seus poderes presidenciais para desobedecer a mais de 750 leis desde o início do seu mandato presidencial, através das «declarações de promulgação» (signing statements) inseridas nos diplomas.

Através dessas declarações, o Presidente norte-americano afastou a aplicação de leis aprovadas pelo Congresso sempre que, no seu entender, tal fosse exigido por razões de «segurança nacional», segundo a sua interpretação da Constituição.

A ABA criou então a comissão acima referida, para avaliar essa prática presidencial, tendo o relatório final concluído pela sua ilegalidade.

No relatório chega a ser referido que «Se o Presidente pode dispensar a aplicação de leis, mediante objecções constitucionais (não utilizando para o efeito o mecanismo do veto presidencial), rapidamente deixaremos de viver num Estado de Direito» (trad. e nota do autor).

O relatório completo pode ser lido aqui.

Fonte da imagem: www.jesuspaintings.com

In Blog de Informação


ligado

Criar uma hiperligação