« Home | Estados Unidos de Direito » | O guarda-chuva » | Abuso Sexual de Menores ou Romeu e Julieta » | Uniões de facto e casamento de homossexuais » | Segurança rodoviária e impunidade - 3 » | Comentários no Dizpositivo » | A viagem... » | “E puor si muove” » | Condução sem habilitação legal – instigação ou aut... » | Calar ou Não Calar / falar ou Não Falar »

Previsão Meteorológica Judicial



Nas férias judiciais não são esperadas perturbações nem anormalidades !
Na verdade prevê-se uma enorme chuva de Juízes para validar nuvens de prisões ou para assinar alguns mandados de soltura de presos que queiram gozar do Sol da Caparica ou de Carcavelos ou sítios semelhantes por este ou outro país fora.
.Todo o serviço dos Tribunais soprará moderado do quadrante norte ou sul conforme o Vento.
.
Prevê-se alguma brisa maritima que amolecerá as folhas processuais, prazos processuais ou outros que tais.
.
O SOl brilhará em especial nos 15 a 20 dias imediatamente antes e depois das férias e apesar das grandes abertas, prevêem-se também chuvas torrencias de julgamentos que terão que ser adiados por impossibilidade de constituição de colectivos.
.
A pressão atmosférica exercida pelo Governo sobre o Poder Judicial ou o sistema da Justiça, irá provocar uma baixa ( pressão) significativa para o seu desempenho.
.
Estas alterações provocarão deslocações de marcações de audiências mais para a frente, o que estará na origem de algumas movimentações significativas de datas que como sabemos e, pelo que conhecemos de tsunamis, poderão levar a uma enorme carga tectónica e produzirão alguns abalos.
.
Esperemos que as coisas melhorem com o degelo.... o que contudo não é suposto!
.
ACCB
.
Apeteceu-me postar outravez!!

ligado

Criar uma hiperligação