« Home | O Aviso da exclusão » | Made in USA » | Contributo para o debate sobre "Segurança rodoviár... » | Em terras de Sua Majestade » | Tribunal da Maia sem dinheiro para despesas corren... » | Suicidas não permitem que as suas vidas sejam valo... » | Conforme noticiado aqui faleceu Ruth Garcês, prime... » | "Judges on trial" » | Segurança rodoviária e impunidade – 2 » | Segurança rodoviária e impunidade - 1 »

1º Depoimento escrito - artº 12º DL 108/06 de 8.6

Ex Mo Sr. Dr. Meritíssimo Juiz da Comarca escolhida pelo Augusto.
.
Eu Manuel João Augusto da Silva, nascido no ano da graça de nosso senhor Jesus Cristo, 1953 anos depois dele, e no dia de S. Martinho, morador na R. do Sol ao Rato, nº 13. - 3º DTo, comprade do R. João e amigo do A. Augusto, consciente de que se não disser a verdade verdadinha me arrisco a bater com os costados numa sala de Tribunal, onde não quis ir desta vez porque não me dava jeito e acho chato estar à espera que me chamem duas horas, venho assim contar a Vossa Excelência Meritíssima o que me pediram para contar.
.
Espero que este meu depoimento escrito o vá encontrar de boa saúde assim como todos os que lhe são mais queridos.
Eu e a minha família, cá vamos indo bem, na graça de Deus e, tudo continuaria bem, não fora a necessidade que a lei me impôs de escrever a Vossa Excelência meritíssima o que aconteceu à empresa do meu amigo João da Silva Pereira no dia 28 do mês que já não lembro e, creio que no ano em que nasceu a minha filha.
Ora, tendo a cachopa já 12 anos de idade, é só o Sr. Juiz fazer as contas que vê logo se coincide com a tal questão que ao que parece levou o tal tipo que se chama Augusto, a meter o meu compadre em Tribunal.
Ora bem, aquilo foi na verdade uma salganhada das piores.
O que eu sei é que eles queriam formar uma sociedade e o tal Augusto ofereceu-se para avançar com o capital, porque o meu compadre coitado não tinha um “tusto” nem para mandar cantar um cego.
O outro, o Augusto, avançou com metade do dinheiro mas agora diz que avançou com todo.
E vai daí o meu compadre até hoje não pagou ainda nada do capital.
A empresa também não deu qualquer lucro.
Eles nem sequer abriram.
O pior é que o Augusto nunca mais viu o dinheirinho. E agora diz que o quer.
Foi o que ele me disse.
E assim estou a escrever a Vossa Excelência para que veja se resolve isto da melhor maneira.
É que o Augusto pediu-me pela alma da mãezinha dele para lhe escrever isto. E como eu tinha a mãezinha dele em muita consideração, não desfazendo no meu compadre João, aqui estou a contar o que me pediram.
Desejo que fique bem e todos os seus.
As férias estão próximas, espero que tenha umas boas férias. Eu por mim este ano vou passá-las a Marbella a uma casa que o Augusto por lá tem.
Se Vossa excelência quiser aparecer, tem lá uma casa ás suas ordens.: Calle de la Mentira Encravada, em frente à la praia – rés de chaussé.
Sem mais, espero, aqui ficam os meus melhores cumprimentos.
Boas decisões e rápidas que é o que se quer.
.
Manuel João Augusto da Silva
.
PS: Se Vossa Excelência Meritíssima entender que, depois deste meu depoimento que poderei também enviar por mail, não se encontra esclarecido, terei todo o gosto em visitá-lo no seu local de trabalho ou em recebê-lo na minha modesta casa na R. do Sol ao Rato para responder ás curiosidades que queira ver esclarecidas.

.....

ah e já agora, oh senhora doutora juiz, quanto tempo é que demora para me pagarem aquela compensaçãozita de que me falaram ? Bem sei que não é muito, mas grão a grão...

Obviamente que nas primeiras linhas surge o núcleo do descrédito.Não é por aí. Impõe-se a seguir um bilhete do magistrado para que a testemunha diga quem lhe mandou dizer para contar...

Fantástico. Mande um post aos senhores que deram à estampa, salvo seja, tão inovador e útil disposição legal!De caminho, que passem uns tempos nos tribunais deste país.

Mas ele já disse!!!!
Está lá tudo.
Leu???

Então, 360 CP, por instigação...problemático.

Ora lá vem a Cleopatra mostrar o Ze Povo.
Será que o Zé Povo gosta desta amostra??

O "retrato" está perfeito! :-)
Parabéns!

Enviar um comentário

ligado

Criar uma hiperligação

Quem diz?

  • ACCB (Cleopatra)
  • Ana C. Bastos (actb)
  • Ana C. Nogueira
  • Ana R. Costa Pereira
  • António Gomes
  • Igreja Matos
  • J F Moreira das Neves
  • João Paulo Vasconcelos Raposo
  • Joel Timóteo Pereira (J.T.P.)
  • Jorge M. Langweg
  • Manuel Soares
  • Pedro Soares de Albergaria
  • Raquel Prata
  • Teresa Garcia Freitas
  • V. S. Santos

Diz coisas

Diz quantos

    unique visitors counter

Diz ali

Web 2.0

    Diário do dia
    Bases Jurídico-Documentais
    Gabinete de Documentação e Direito Comparado
    YouTube
    MySpace
    Flickr
    Wikipedia
    PodShow
    Blogger Templates