« Home | FORMAÇÃO E/OU SELECÇÃO DE JUÍZES - cont. » | FORMAÇÃO E/OU SELECÇÃO DE JUÍZES » | Recrutamento e formação de juízes » | Até já » | Divulgação: A reforma da acção executiva » | L' HASARD ET LA VIOLENCE » | Cultura pop » | «Deixem-nos trabalhar!» » | Divulgação: Direito notarial » | JOÃO »

Ai, vem aí Agosto!



"Admite-se a entrada para a magistratura, de forma gradual, de não-licenciados em Direito".
.
Eu tenho andado calada.
O sapo era tão grande que nem o conseguia engolir...Nem que mo empurrassem pela boca abaixo...
Mas tirou-me o fôlego.
Apanhou-me num momento em que a vida me tem feito algumas surpresas pessoais e fiquei um pouco a marinar sobre o assunto.
Perante desgostos que nos atordoam até à alma, como a perspectiva de perder um amigo de infância dentro de um ano, mês, quem sabe de dias, as afirmações feitas pelo Sr Ministro da Justiça sobre o acesso aos Tribunais pelos homens e mulheres que julgam, deixam de ter importância.
.
Perante uma doença que não pára para pensar, que avança avassaladora e destruidora sem pedir licença ou avisar..., que pensar de um Ministro que também não pára para pensar?!...
.
Pois é.. mas não posso ficar à margem... ou melhor, o meu mau feitio, impele-me a despejar o veneno que sinto aqui, mesmo a queimar a língua, neste caso, a ponta dos dedos.
.
E sabem que mais?
Se calhar o Ministro até nem está a ver mal as coisas.
Isto de ter um colectivo formado por um Juiz /Juiz, um Juiz/ Médico e um Juiz /Psiquiatra.........
Já me estou a imaginar a fazer colectivos com um médico tipo - " Serviço de Urgência" Com o perfil do George Clooney, e um Psiquiatra, assim estilo Júlio Machado Vaz...
As minhas colegas não estão a ver?
É muito mais emocionante.
Que eles não sabem?!
Não faz mal, estou lá eu a licenciada em Direito!...
E depois, nos crimes sexuais por exemplo o Júlio Machado Vaz sempre me ajudará muito melhor a avaliar as psicoses e problemas de um TS que se atira a miúdos pequenos ou espanca prostitutas até à morte e, o médico, o George Clooney, ( só pode ser esse estilo claro!) pode muito bem ensinar-me se, a ferida provocada por uma agressão, é contusa e porquê.
.
Nos Juízos com Juiz singular é que eu não consigo ver a vantagem
Uma pessoa está para ali sózinha no seu Juízo, licenciada em direito, com um cursito de Direito de 5 anos e uma formaçãozita para magistrado de 3 anitos, e no Juízo ao lado está, por exemplo, o Professor Lobo Antunes a esquartejar a coluna cervical de um arguido qualquer, que se lembrou de traficar cocaína logo ali à esquina e aos olhos de todos...
É de nos sentirmos humilhados!
Pequeninos por trabalharmos ao lado de tão ilustres técnicos da área da medicina.
.
( E é-o! Aqui não há qualquer dúvida nem intenção de atingir no que quer que seja tão ilustre neuro cirurgião e escritor. Apenas se tenta demonstrar que o verdadeiro e reconhecido e merecido mérito, que o tem !, não são tudo nesta função de Julgar e aplicar a Lei!)
.
Como poderemos competir com médicos, engenheiros, sociólogos, psiquiatras, etc etc....ECONOMISTAS!!
A empresa na Hora!
Alguém pediu uma pizza em dia de futebol na TV?
.
Não poderemos!
Evidente!
Porque o acesso far-se-á da forma mais rápida que for possível, a fim de evitar avaliações da preparação jurídica dos candidatos...
O ridiculo é que se pense que tal é viável.
O espantoso é que se pense que tal situação é aconselhável...
Meu Deus será que o Sr. Ministro é licenciado em Direito???
.
Se a ideia é "criar as melhores condições para que haja uma magistratura enriquecida e dotada de todas as competências para enfrentar a variedade dos problemas que se colocam na actualidade", porque não dar uma melhor formação na Faculdade e no CEJ?
.
Sem dúvida que o nosso curso de Direito, tendo em conta a forma como é ministrado na Faculdade, apenas nos ensina como procurar os temas nos livros e como trabalhá-los. É com a experiência que vivemos e aprendemos o direito.
Mas no CEJ não é bem assim. Embora se continue a continuidade dos temas de Direito, já há um contacto com a realidade e trabalham-se os temas ao vivo.Mas somos licenciados em Direito!
.
Alargar os nossos horizontes, o que alguns de nós fazem por curiosidade e interesse, com cursos de formação por exemplo, seria mais sensato que chamar à demanda quem nada sabe da interpretação das leis.
.
Claro rapidamente e, de preferência durante o Agosto que se avizinha.........Rápido e célere como tudo o que é asneira e precisa de ser feito sem que ninguém dê por isso.
.
"A nossa ideia é favorecer tanto o acesso de pessoas com requisitos académicos que os qualifiquem para essas funções como também aqueles que, além dos requisitos académicos necessários, possuem experiências profissionais meritórias que as tornem valores que possam vir a enriquecer as magistraturas", observou Alberto Costa.
.
Aqui apetece-me um diálogo do Iscas e do Piscas, personagens criadas por alguém que com frequência visita o meu Blog.
-
- Oh Piscas! Tás a ver oh meu? Carreiras Meritórias!
-
-Quê meu? Achas que a habilidade que temos para a burla e o pilhanço é de reconhecido mérito na área?
-
E se nós em vez de pensarmos na mediação penal, fôssemos mas é pó o CEJ?
-
- Marotíssimo já tu és meu. Marotíssimo!
.
A Abertura do CEJ a outros domínios do saber, como a psicologia, a sociologia, a economia, a gestão, a informática, tem vindo a ser defendida pela actual directora, Anabela Rodrigues, a primeira responsável não magistrada a assumir aquele cargo .
A Drª Anabela Rodrigues voltou a referir-se a "uma nova formação orientada pelo princípio do conhecimento multidisciplinar", que envolva "pessoas de diversas formações académicas". Aquela professora catedrática tem vindo a defender uma profunda e radical alteração da lei do CEJ, ".
Parece-me que o que a Drª Anabela Rodrigues quis dizer e disse, nada tem que ver com a afirmação apressada e despida de qualquer ponderação , feita pelo Sr. Ministro.
Sejamos sensatos.
Estão a ver juristas, a ser cirurgiões?
E informáticos a condenar traficantes, homicidas e autores de crimes sexuais?
Seria mais ao menos assim: - Factos - enter - control alt delete!
.
O Governo quer as alterações concluídas ainda este ano.
Mas oiçam quem sabe.
O que a drª Anabela Rodrigues provavelmente quer e se aplaude, é que os formadores o sejam também das e, nas áreas como a Sociologia, a Psicologia, a Economia e/ ou a Medicina!
Aí sim, tem todo o meu aplauso e até um ALELUIA! que alguém acordou e viu que os licenciados em Direito não podem ser Ilhas, muito menos quando julgam e necessitam de uma formação extensa e alargada.
Na verdade quantas vezes nos debatemos com a necessidade de chamar peritos?
.
E se sabemos mais alguma coisa desta ou daquela área é porque estudamos sozinhos ou fazemos à nossa custa cursos de formação.
Calma senhor Ministro.....
Olhe a Lua....
A Drª Anabela apontou-lhe a Lua!
.
ACCB - Copyright
.
P.S.: - Peço desculpa aos colegas que fizeram comentários sérios sobre este assunto.
Lamento mas o meu estilo não me permite outra forma de abordar a questão. É que não o consigo levar a sério. (!)

Não sei como vim aqui parar, mas sei que me deu prazer ler este post. Redobrado prazer já que, tendo lido, algures, este querer ministerial, os meus (leigos) olhos ficaram um tanto embasbacados. Querer esse que é substancialmente diverso do parecer da drª Anabela Rodrigues, aqui referido e aplaudido. Lembro, a propósito, uma citação do prof. Abel Salazar: 'um médico que só sabe Medicina, nem de Medicina sabe.'
À boleia do tom aligeirado, dira que 'o ministro Alberto tem mais costa do que barriga'...

Pena é que não esteja escrito em português de gente (porque português de magistrado seria pedir muito - ou pouco, depende).

Adorei o post.
Mas mesmo assim, acho que eles não vão ter coragem de levar a "ideia"(????) para a frente, que é só para atarantar ainda mais as pessoas, para não as deixar descansar.
Ana Barros

- Ó Piscas...
- Diz.
- Olha que eu ainda não desisti daquela cena de irmos pa Juízes!
- Outra vez, meu? Isso não vai dar nada!
- Mas proquê, meu! Era muita fixe!
- Então tu já viste que o mesmo crime podia ter penas diferentes?
- Como?
- Como? Como? Tás cada vez pior! Imagina que um de nós é apanhado e julgado!
- Chiça, meu!
- Agora, vai lá dando exemplos de Juízes diferentes, que eu digo-te as penas!
- Ok....o Juíííz Polícia!
- Esse dá-te um pena gira: Vais pás operações stop...daquelas que põe a malta a soprar no balão!
- Mas isso parece fácil!
- Só que Tu é que vais ser o balão!
- Fecha a boca, meu! Mais!
- O Juíz....o Juíz....
- Vá lá meu! E mete a língua pa dentro!
- O Juííííz.... Médico!
- Esse quer sujeitar-te a uma operação no cérebro para ver o que é que te impeliu a gamar e faz-te análises ao sangue de 3 em 3 horas para ver se os níveis de pilantrémia já baixaram ! Além disso manda-te a uma consulta semanal ao proctologista durante um ano!!
- Fosca-se! E o Juííiz Psiquiatra?
- Passa-te antidepressivos porque acha qua andaste a gamar por estar deprimido. Passas a vida a dormir e engordas tanto que deprimes mesmo.
- Chiça! E o Juíz Enfermeiro?
- Oh! Com esse, vais passar o resto da vida a mudar arrastadeiras com luvas de boxe!
- E o Juíz Padre?
- Bem...esse manda-te rezar 300 mil terços por dia e confessar as beatas com o pior hálito da paróquia!!!
- Não sei qual preferia! E o Juíz como nós?
- Como nós?
- Sim! Um gajo que tivesse uma licenciatura como nós, mas que depois andasse no gamanço...como nós!
- Bem...esse...era o que te dava a pena pior para não levantar suspeitas! Mas depois ia-te buscar à pildra e punha-te a gamar pa ele!
- Ai o Camandro...E o Juíz Deputado?
- Esse condecorava-te, meu!
No mínimo!
- Boa! Então...e o Juíz...Juíz?
- Tás gago, meu?
- Não tou!!!!O Juíz Juíz!!! Com curso de Direito e tudo! O Juíz a sério! Eu cá preferia o Juíz a sério!
- Sim...Tens razão Iscas...Neste caso...ia sempre haver o Juíz a sério!...Tu ás vezes até pensas....

Esta Cleopatra!...
Ela é magistrada já vi!
Muito devem penar os mânfios nas mãos da dita senhora!
E não só.
Sentido critico?
Espada sobre a cabeça?
LIVRA!
Ela corta a direito! LIVRA!
Espero nunca a apanhar pela frente!
Ainda por cima se usa venda!!!

Só usa venda no sentido que deve usar.
Ms vê e ouve muito bem.

Um JUiz Proctologista.
Que óptima ideia.
O SR. MInistro vai nessa!

Esta Srª Juíza leva jeito.
Será que as audiências dela são assim tão bem dispostas?
Ou será daquelas que querem sentar o MP mais abaixo e lhe dizem: vai de retro satanás?
Não quero ser injusto, mas com tanta ironia...

Enviar um comentário

ligado

Criar uma hiperligação