« Home | Responsabilidade Extracontratual do Estado por dan... » | Sobre a responsabilidade civil do Estado por danos... » | Prefácio »

Os interrogatórios de arguidos detidos

Os interrogatórios de arguidos detidos
Maria de Fátima Mata-Mouros
A recente "maratona" de interrogatórios de arguidos detidos num tribunal de instrução criminal (mais uma), realizada no âmbito de uma investigação que, segundo a comunicação social, versa sobre comércio ilegal de armas, originou alguns comentários oriundos de responsáveis políticos e mesmo da área judicial que julgo deverem merecer alguma reflexão. Refiro-me a opiniões como as que detectaram na operação policial em curso um sinal do bom funcionamento da Democracia, de saúde do sistema de Justiça e eficácia das forças de segurança ou outros comentários semelhantes.
Por mais que me esforce, não consigo entender. O que terá de tão profundamente democrático 29 cidadãos serem detidos e apresentados, privados da sua liberdade, em tribunal para do mesmo saírem, decorridas 24, 48, 72 ou 96 horas? Que justiça é esta que se regozija por amedrontar e intimidar as pessoas.
Continue a ler "Os interrogatórios de arguidos detidos", da autoria da Dra. Maria de Fátima Mata-Mouros.

Finalmente um espaço como este.
De juízes, para juízes e outros, sem corporativismos.

Enviar um comentário

ligado

Criar uma hiperligação